24.8 C
Goiânia
sábado, 23, outubro 2021
- Anúncio -

Justiça manda soltar fazendeiro que teria ajudado Lázaro Barbosa em Cocalzinho de Goiás

Defesa alega que fazendeiro tem problema de saúde e idade avançada

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Uma decisão judicial permitiu que o fazendeiro Elmi Caetano Evangelista, 73 anos, pudesse deixar o presídio que estava em Águas Lindas (GO), desde 24 de junho. O homem é investigado por supostamente ter ajudado Lázaro Barbosa a se esconder da polícia.

Após — segundo investiagações — matar quatro pessoas da mesma família em Ceilândia, Lázaro Barbosa, 32 anos, fugiu para a região de Cocalzinho de Goiás, onde conseguiu ficar por 20 dias escondido de uma força-tarefa com quase 300 policiais. Em 28 de junho, numa troca de tiros com os agentes de segurança, Lázaro acabou alvejado 37 vezes e morreu quando se escondia numa mata próximo à casa de sua ex-esposa.

A partir de agora, segundo a decisão da justiça, Elmi Caetano passará a usar uma tornozeleira eletrônica e não poderá deixar a cidade e nem sair de casa à noite. A defesa do fazendeiro alega, também, que o homem tem uma saúde debilitada em decorrência de um câncer, além da idade avançada. O advogado dele tenta arquivar o processo de posse de arma contra Elmi, já que, segundo ele, as duas armas encontradas pela polícia em sua propriedade não funcionam.

Um caseiro chegou a ser preso junto com Elmi acusado de também acobertar a fuga de Lázaro Barbosa, porém os policiais concluíram que apenas o fazendeiro teria de fato um elo com o fugitivo. Lázaro teria ficado por alguns dias escondido na fazenda de Elmi durante as buscas da força-tarefa.


Leia mais: Apenas 3 deputados goianos votaram contra a LDO de 2022, que também aumenta o fundo eleitoral para 5,7 bi

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -