22.8 C
Goiânia
sábado, 24, fevereiro 2024
- Anúncio -

Homem falsificava marcas famosas de uísque e vodka para vender na Grande Goiânia; vídeo

O custo médio para falsificação gira em torno de R$ 38,00 por garrafa, mas algumas marcas são vendidas no mercado, em média, por R$ 1.400,00

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

A Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), prendeu um homem suspeito de falsificar marcas famosas de bebidas destiladas para vender em distribuidoras, boates e festa em Goiânia e Região Metropolitana. Entre os tipos de bebidas estão uísque, vodka e gim. O suspeito alugava uma casa no Jardim Itaipu, imóvel usado exclusivamente para prática do crime.

De acordo com a investigação, o homem colocava bebidas mais baratas nas embalagens mais caras, além de água e por vezes também misturava vodka no intuito de lucrar mais. O custo médio para falsificação gira em torno de R$ 38,00 por garrafa, mas algumas marcas são vendidas no mercado, em média, por R$ 1.400,00.

Além da adulteração no líquido, o preso também falsificação o lacre da embalagem. Quando não conseguia romper sem danificar, utiliza um lacre falso para tampar novamente. Segundo a Polícia Civil, o suspeito já tem passagem pelo mesmo crime e realiza a prática há mais de dez anos.


Leia mais: Gustavo Gayer é o novo presidente municipal do PL em Goiânia

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -