23.8 C
Goiânia
terça-feira, 5, março 2024
- Anúncio -

Gustavo Mendanha promete pagamento da data-base automaticamente todo ano

Para Mendanha, Goiás pode ter um colapso no setor nos próximos meses em decorrência dessa situação

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Durante sabatina da Rádio Bandeirantes, nesta sexta-feira (16), o candidato ao governo de Goiás Gustavo Mendanha (Patriota) explicou que se for eleito dará uma atenção à valorização dos servidores públicos.

Ainda de acordo o ex-chefe do Executivo de Aparecida, as pessoas que quiserem entender o trabalho dele voltado à essa área, basta conhecer o que foi feito em Aparecida — durante sua gestão.

”Quem quiser saber como eu tratei o servidor público, é só conhecer meu histórico em Aparecida. O pagamento do data-base será automático todo ano, esse é um compromisso que já fiz também e restituir algumas coisas que foram tiradas do servidor público e vamos rever essa questão dos 14,25% dos aposentados e pensionistas”, disse.

Questionado se ele está enfrentando dissabores por, talvez, não ser conhecido em todo o estado de Goiás, Mendanha afirmou que, pelo contrário, seu nome chegou em outros pontos e, assim, ele afirma que não é verdade que é conhecido apenas na Região Metropolitana de Goiânia.

“Eu estou muito feliz, eu tenho pouco tempo de vida pública, são 14 anos desde quando me candidatei pela primeira vez a vereador. E o sentimento que eu tenho é de alegria, de euforia. O que nós estamos vendo nas ruas de todo o estado e não é só aqui na Região Metropolitana que eu sou conhecido, isso aconteceu ontem, no sul so estado, estando em Goiatuba, Itumbiara”, pontuou.

Uma das críticas de empresários, comerciantes e parte da população, é em relação ao serviço prestado pela empresa de energia Enel. Para Mendanha, Goiás pode ter um colapso no setor nos próximos meses em decorrência dessa situação.

“Por que é um dos pontos que está travando o desenvolvimento de Goiás. Eu não tenho dúvida que nos próximos mese a gente vai voltar a ter colapsos, os apagões. E o governador que aí está teve quatro anos para poder fazer algo, aliás nas eleições ele foi um grande crítico da empresa, disse que ia tirar a empresa, que era inaceitável e depois ele virou um garoto propaganda, acho que todo mundo se recorda disso”, sublinhou.


Leia mais: Bilhete Meia Tarifa no transporte coletivo começa neste sábado

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -