Gracinha Caiado se reúne com primeiras-damas e discute estratégias para área social

0

Gracinha Caiado, presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), comandou nesta terça-feira (02/02) uma reunião por videoconferência com primeiras-damas e gestores de Assistência Social de todos os 246 municípios, que reuniu mais de 300 pessoas.

Adryanna Caiado, diretora da OVG, mostrou as ações do gabinete e da organização junto aos municípios, especialmente em prol do enfrentamento da pandemia da Covid-19, mas também de estudos e capacitação, e convidou a todos para que participem deste trabalho em conjunto.

“Temos 155 novos gestores eleitos para esse mandato que se inicia em 2021, ou seja, a grande maioria aqui está nesta função de primeira-dama ou de gestor de Assistência Social pela primeira vez. E a todos os outros que estão retornando aos cargos, também queremos dar as boas-vindas e dizer que o nosso maior objetivo é estabelecer e fortalecer um canal de comunicação permanente com as prefeituras”, disse Gracinha Caiado.

O trabalho de contato com a Assistência Social dos municípios tem o apoio da Federação Goiana dos Municípios (FGM) e do Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social de Goiás (Coegemas).

“O nosso primeiro intuito seria fazer um encontro presencial com todos vocês, mas pelo momento da pandemia que estamos vivendo, isso não foi possível. O importante é dizer que estamos aqui porque o governador Ronaldo Caiado acredita que não conseguimos realizar nada sozinhos e que, juntos, nosso trabalho tem um poder muito maior de alcançar àqueles que mais precisam em todo o Estado”, complementou a primeira-dama.

A diretora da OVG, Adryanna Caiado, aproveitou a oportunidade para reforçar que a organização continua atendendo a todos municípios que precisarem de benefícios e doações. “Nunca paramos com as doações, nem mesmo nos momentos mais difíceis da pandemia. Nossa equipe está à disposição das secretarias municipais que precisarem de auxílio em relação aos trâmites e documentação para que nenhum goiano deixe de receber o benefício necessário”, afirmou.