19.8 C
Goiânia
sábado, 25, junho 2022
- Anúncio -

Gomide quer buscar apoio no 2º turno e acredita que o debate será mais fácil

Segundo ele, uma das estratégias de campanha é comparar a atual gestão com o trabalho feito por ele em Anápolis na época em que foi prefeito da cidade.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

O deputado estadual e candidato a prefeito de Anápolis, Antônio Gomide (PT) que, disputa o segundo turno contra o atual prefeito, Roberto Naves (PP), admitiu em entrevista ao Jornal Bandeirantes desta terça-feira (17), que irá procurar apoio nesta etapa da campanha. De acordo com ele, os candidatos do primeiro turno tendem a ser mais críticos à atual gestão.

“Temos intenção de convidar o MDB. É uma conversa que está sendo feita e demanda do interesse de cada partido. É uma decisão política. Estamos procurando o entendimento”, disse o candidato. Outro ponto destacado por ele, é o tempo de propaganda na TV e no rádio. No segundo turno, cada um dos candidatos terá cinco minutos para expor projetos e ideias. “É uma campanha diferente. Temos horário de TV e rádio em iguais condições com o adversário. São só dois projetos”, ressalta Gomide.  

Segundo ele, uma das estratégias de campanha é comparar a atual gestão com o trabalho feito por ele em Anápolis na época em que foi prefeito da cidade. “As pessoas lembram do nosso trabalho e obviamente, num segundo turno, fica mais fácil fazer o debate, apresentar e colocar em contradição aquilo que tem acontecido e que não está acontecendo”, diz Gomide.

Diálogo com o governo

O candidato também acredita que o diálogo com o governo estadual será fundamental para a gestão de recursos e desenvolvimento da cidade. Ele garante que diferenças políticas não vão afetar sua administração. “Quando eu fui prefeito, o governador era Marconi Perillo do PSDB, era adversário político em relação ao nosso partido e nunca tivemos problema. Tivemos diálogo, tivemos entendimento e o respeito do governador”, lembrou ele.

“Não tenho dúvidas que o governador Ronaldo Caiado tem todo esse entendimento, até porque ele nasceu na cidade de Anápolis, sabe da vontade de Anápolis e saberá respeitar aquilo que Anápolis estará escolhendo, o eleitor de Anápolis tem independência”, argumenta. “O estado depende de Anápolis e Anápolis depende do estado”, pontua.

Antônio Gomide (PT) ficou em segundo lugar no primeiro turno, com 28,87% dos votos válidos, somando 50.843 votos. Roberto Naves (PP), ficou em primeiro com 46,64%, um total de 82.139. No primeiro turno, eram nove candidatos concorrendo à Prefeitura de Anápolis.

Confira a entrevista completa de Antônio Gomide à Rádio Bandeirantes Goiânia:


Leia mais: Prefeito de Senador Canedo desiste de decreto que demitia funcionários comissionados

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -