Goiás leva baile e perde para o Santos

0
Imagem: Divulgação/Santos

Foi um verdadeiro baile! O Goiás perdeu para o Santos por 3 a 0 neste sábado, em jogo válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A no estádio Serra Douras. E mais do que perder, o time esmeraldino foi dominado.

Os gols da partida foram anotados por Soteldo, aos 24 do primeiro tempo, Marinho, aos 14 da segunda etapa, e novamente Soteldo, aos 27.

Com o resultado, o Goiás estaciona nos 42 pontos e fica na 10ª colocação. O Santos, por sua vez, chega aos 64 tentos e segue tranquilo na 3ª posição.

O Santos foi para cima e dominou o primeiro tempo no Serra Dourada. Com velocidade e toques rápidos, o Peixe sufocou o Goiás, que teve o goleiro Tadeu como destaque da etapa inicial. Mas, de tanto insistir, o Santos conseguiu furar o paredão do Goiás. Na marca dos 24 minutos, Soteldo aproveitou sobra dentro da área e, de pé direito, pegou de primeira e mandou a bola no ângulo de Tadeu.

Depois do intervalo, logo na primeira chegada, o Santos marcou o segundo gol: aos 14, Soteldo fez boa jogada dentro da areá e rolou para Marinho. O atacante dominou e chutou para ampliar o placar. E os santistas queriam mais. Aos 27, foi a vez de Marinho, pela direita, servir o venezuelano Soteldo, que completou de primeira para o fundo das redes: 3 a 0.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 0 X 3 SANTOS

Data: 8 de novembro de 2019 (sábado)
Horário: 17h (de Brasília)
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Michael Correia e Silbert Faria Sisquim (RJ)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Cartões amarelos: Rafael Vaz, Michael, Alan Ruschel, Gilberto (Goiás); Alison, Jorge (Santos)

GOLS:
Santos: Soteldo (26 minutos do 1 º tempo e 27 minutos do 2º tempo), Marinho (14 minutos do 2º tempo)

GOIÁS: Tadeu, Breno, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson (Alan Ruschel); Gilberto, Léo Sena (Papagaio) e Yago Felipe (Kaio); Michael, Leandro Barcia e ThallesTécnico: Ney Franco

SANTOS: Everson, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Jorge; Alison (Felipe Jonatan), Carlos Sánchez e Jean Mota (Pituca); Marinho (Tailson), Soteldo e Eduardo Sasha
Técnico: Jorge Sampaoli