Deputado estadual é preso por envolvimento em intimidação de testemunha

0

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público de Goiás, com apoio do Centro de Inteligência (CI-MP), cumpriu, no início da tarde desta sexta-feira (7/12), mandado de prisão preventiva decretada pelo desembargador João Waldeck Felix de Sousa, do Tribunal de Justiça de Goiás, contra o deputado estadual Daniel Messac de Morais.
A medida é um desdobramento da Operação Embaraço, deflagrada em 8 de novembro, na qual foram presos preventivamente Vagno Sebastião Fernandes de Miranda e Anderson Luís Coelho, sendo este último ex-policial federal já condenado por favorecer outras organizações criminosas. Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão em alguns endereços, inclusive na residência de Daniel Messac.
A Operação Embaraço investigou a coação de uma testemunha, no interior do Fórum de Montes Claros de Goiás, que havia colaborado com as investigações da Operação Poltergeist, na qual Daniel Messac foi denunciado como chefe de uma organização criminosa que desviava salários de servidores fantasmas do seu gabinete ou indicados por ele. Após a análise do material apreendido, foi constatado que a intimidação à testemunha ocorreu a mando do referido parlamentar, o que fundamentou o pedido de prisão. 
Fonte: Portal MP-GO
Imagem: Divulgação 

Comente

Please enter your comment!
Por favor, adicione seu nome