23.8 C
Goiânia
sexta-feira, 19, abril 2024
- Anúncio -

Deputada Joice Hasselmann diz que entregou dois nomes à polícia

A parlamentar amanheceu machucada e não sabe o que teria acontecido; depois passou a acreditar que pode ter sido vítima de um atentado

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Em entrevista à CNN, a deputada federal por São Paulo Joice Hasselmann (PSL) disse que entregou à polícia nomes de duas pessoas suspeitas de envolvimento nos ataques que a parlamentar sofreu no domingo (11/7), em seu apartamento funcional, em Brasília.

“Eu não descarto nenhuma hipótese. Eu poderia ser leviana e dizer ‘olha, meus detratores políticos, que me perseguem e me ameaçam de morte são esses, esses e esses’. Porque isso está público, eles me ameaçam publicamente. (Entreguei) duas suspeitas, dois nomes à polícia. Seria irresponsável (dizer quem são) nesse momento porque um deles pode ser inocente”, disse ela.

Joice também denunciou ao MP (Ministério Público) o caso de violência que ela foi vítima, a deputada ficou muito machucada, especialmente, no rosto e não se lembra do que tenha acontecido.

A princípio Joice acreditou que tenha sofrido uma queda, no entanto após analisar a gravidade dos machucados, ela descartou essa hipótese e imagina que tenha sido vítima de um atentado.

A deputada também informou que se sentiu incomodada com a possibilidade levantada de que o seu marido, Daniel França, tenha sido o seu agressor. Ela disse, durante esta semana, que ele seria incapaz de agredi-la.

Joice Hasselmann disse também que acordou por volta das 7h e após perceber que estava muito machucada, ligou para o marido, que estava em um quarto do apartamento, e ele foi socorrê-la com os primeiros atendimentos ainda no local.


Leia mais: Jovem de 23 anos morre esfaqueada após briga em rede social, em Caldas Novas

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -