24.8 C
Goiânia
sexta-feira, 12, agosto 2022
- Anúncio -

Com restrições, academias, bares e restaurantes podem reabrir a partir desta terça em Goiânia

Eventos esportivos com portões fechados para o público e cultos religiosos também podem voltar as atividades.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Na manhã desta segunda-feira (13), O governador Ronaldo Caiado (DEM) e o Prefeito Iris Rezende (MDB), assinaram no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia, o decreto conjunto entre prefeitura e estado que libera a reabertura de atividades econômicas em Goiânia. Entre as novidades, está a volta dos bares e academias que estavam a mais de 120 dias fechados.

Nesta terça-feira (14), começam os primeiros 14 dias de reabertura do modelo de quarentena intermitente proposto no decreto estadual nº 9.685, publicado no dia 29 de junho. A ideia é que a terceira fase da quarentena, que teria início no dia 28 de julho, onde novamente atividades consideradas não essenciais deveriam fechar as portas não aconteça mais.

De acordo com o governador, para que os estabelecimentos possam continuar abertos, uma série de protocolos de segurança e higiene deverão ser tomados. “É uma abertura diante de um novo normal. A abertura se dará dentro de critérios que estão muito bem definidos”, disse o governador.

O secretário estadual de saúde, Ismael Alexandrino, disse que somente por conta dos decretos anteriores é que foi possível promover a reabertura. “Expandimos as estruturas, que chegaram ao seu limite. No entanto era para que houvesse essa possibilidade agora de reabertura seguindo os protocolos” ressaltou Ismael.

“É melhor que tenhamos atividades que estejam funcionando, mas respeitando as regras, do que atividades que estejam funcionando na clandestinidade sem nenhuma medida de proteção”, completou o secretário.

Academias, bares e restaurantes

Além da reabertura de lojas, shoppings e Região da Rua 44, a lista das liberações inclui também restaurantes, bares, academias e eventos esportivos com portões fechados para o público. Atividades essas que estavam até então proibidas por conta da pandemia do novo coronavírus e agora podem reabrir em Goiânia.

Nas academias, o ambiente deverá ser limitado quanto ao número de pessoas. Será permitido apenas 30% da capacidade total a fim de evitar aglomeração. As novas medidas terão orientações como uso de toalha individual e cabelos presos durante a prática dos exercícios.

Já nos bares e restaurantes de Goiânia, a distância entre as mesas deverá ser no mínimo de dois metros e a capacidade de atendimento reduzida para 50%, o que possibilita os estabelecimentos a reabrir. De acordo com o decreto, somente se cumpridos os protocolos, os estabelecimentos poderão reabrir.

Segmentos que ainda não reabrem

Nem tudo poderá reabrir, de acordo com o decreto, as visitações a pacientes internados com diagnóstico de coronavírus, ressalvados os casos de necessidade de acompanhamento a crianças. Ainda continuam suspensas as visitações a presídios e a centros de detenção para menores.

Além disso, todos os eventos públicos e privados de quaisquer natureza que sejam presenciais, também estão proibidos. Clubes recreativos e parques aquáticos também não poderão reabrir, assim como aulas presenciais de instituições de ensino público e privado.

E o que também continua fechado são as boates, salões de festa e jogos, bem como cinemas, teatros e casas de espetáculo.


Leia mais: Caixa libera saque emergencial do FGTS para nascidos em março

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -