Com representantes de diversas cidades, curso discute soluções para mobilidade urbana na região metropolitana

0
2

Em busca de conhecimentos técnicos que possam contribuir para melhoria na mobilidade urbana de Aparecida de Goiânia, gestores da Superintendência Municipal de Trânsito e Transporte (SMTA) participam até junho do Curso de Capacitação em Mobilidade Urbana. Elaborado pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Goiânia (Codese), Universidade Federal de Goiás (UFG) e Fundação de Apoio à Pesquisa (Funape), o curso reúne especialistas no assunto e representes de diversas cidades da Região Metropolitana em busca de soluções para os problemas relacionados à mobilidade urbana.
O secretário executivo de Mobilidade, Avelino Marinho, participa do curso e aponta que todas as cidades que integram a região metropolitana precisam pensar em soluções para o ir e vir de milhares de pessoas que diariamente estão em movimento nestes municípios. O gestor também destaca que obras e/ou ações com esse objetivo em Aparecida irão beneficiar também as demais cidades que compõem Região Metropolitana.
“Estamos absorvendo conhecimentos para que possamos aplicar projetos e ideias que vão contribuir com a mobilidade de Aparecida. Devemos considerar a importância de Aparecida na Região Metropolitana; cidade industrial, universitária e que contribuiu significativamente para o desenvolvimento de toda essa região”, apontou avalino durante o lançamento oficial do curso nesta terça-feira, 19, na sede do Codese, em Goiânia.
Coordenadora técnica do Curso de Capacitação em Mobilidade, Érica Cristina, destaca que as prefeituras precisam desenvolver projetos de mobilidade pensando no desenvolvimento que esses municípios irão alcançar daqui a alguns anos. Ela ainda resalta que esse planejamento deve ser realizado por técnicos, incluído Plano Diretor de cada cidade e tratado com prioridade pelos prefeitos e secretários responsáveis pela área.
“Estamos avaliando a situação da mobilidade na Região Metropolitana de Goiânia e propondo uma quebra de paradigma em tudo que está acontecendo. Se continuarmos fazendo as mesmas coisas, nada vai mudar. Estamos trabalhando naquilo que podemos fazer de novo e com embasamento técnico. É muito importante que os gestores – prefeitos e secretários – se comprometam para que possamos mudar a realidade da mobilidade. Para isso, é necessário que tenhamos uma proposta que cubra as necessidades do pedestre, ciclista, do transporte público do individual, identificado quais prioridades de hoje e quais serão as demandas para daqui alguns anos”, lembrou a especialista.
O vice-prefeito de Aparecida, Veter Martins, e outros representantes de cidades da Região Metropolitana de Goiânia prestigiaram o lançamento oficial do curso nesta sexta. Segundo Veter, a iniciativa irá contribuir para elaboração de projetos com objetivo de facilitar a mobilidade de milhares de pessoas nesses municípios. Ele observa que Aparecida já tem trabalhado nesse sentido, construindo obras e executando projetos com a intenção de melhorar o tráfego na cidade, o que também beneficia outras cidades vizinhas que mantém conexão direta com Aparecida.
“Aparecida saiu na frente neste processo. Lá atrás, o ex-prefeito Maguito Vilela pensou na mobilidade, criando os eixos estruturantes Norte-Sul. Agora, também preocupado com essa situação, o prefeito Gustavo Mendanha na mesma corrente de pensamento já está com o trabalho avançado para criação dos eixos Leste-Oeste, criando uma grande solução para mobilidade urbana de nossa cidade. Temos também outras obras que irão contribuir para o melhor deslocamento de nossa população como a construção do viaduto da Avenida São Paulo, na Vila Brasília, diversos quilômetros de ciclovias que estão sendo implantados em Aparecida e outros projetos”, destacou Veter durante o evento de lançamento do curso.
 
Fonte: Portal Prefeitura de Aparecida 
Imagem: Divulgação 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here