31.8 C
Goiânia
segunda-feira, 15, abril 2024
- Anúncio -

Chega ao fim a greve dos aeronautas

Agora, os aeronautas vão avaliar a nova proposta apresentada pelas companhias aéreas, mantendo os valores de reajuste anteriormente apresentados e acrescentando outros benefícios

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Após atrasos de voos e muito descontentamento de passageiros Brasil afora, o Sindicato Nacional dos Aeronautas decidiu suspender na noite desta sexta-feira (23) a greve da categoria.

Agora, os aeronautas vão avaliar a nova proposta apresentada pelas companhias aéreas, mantendo os valores de reajuste anteriormente apresentados e acrescentando outros benefícios.

Antes, os trabalhadores, em votação realizada no último fim de semana, recusaram a proposta apresentada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST). 76,4% desses profissionais rejeitaram o oferecido pela mediação do tribunal.

De acordo com o sindicato, os pilotos e comissários pedem reposição da inflação acumulada pelo INPC e aumento real de 5%. A primeira proposta das empresas aéreas previa aumento real de 0,5%.

Em defesa dos argumentos das companhias, o sindicato das empresas aéreas diz que o preço das passagens foi impactado em decorrência da pandemia da covid-19, a desvalorização do real frente ao dólar e pelo conflito entre Ucrânia e Rússia, ou seja, resultando em custos às empresas.

Em busca de garantir os diretos dos pasageiros, com uma ação do sindicato das companhias, a ministra do TST Maria Cristina Peduzzi determinou que deve ser garantido o mínimo de 90% de pilotos e comissários em serviço durante a greve.

Em vários aeroportos do país foi possível assistir a diversas reclamações de passageiros à espera de informações das companhias. Atrasos de voos e muita impaciência foram a companhia de muitos brasileiros nesse período de greve.


Leia mais: Prefeitura entrega revitalização da Avenida Flamingo, em Aparecida

- Anúncio -
Array
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -