14.8 C
Goiânia
domingo, 26, junho 2022
- Anúncio -

Bolsonaro assina MP que libera venda direta de combustível das usinas para postos

Os postos poderão também, vender combustível de qualquer marca, independente da bandeira comercializada, desde que informado ao consumidor.

- Anúncio -

Mais Lidas

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -
- Advertisement -

Nesta quarta-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), assina uma Medida Provisória (MP) que libera a venda etanol pelos produtores ou importadores diretamente para postos de combustíveis, sem intermédio de distribuidoras. Os postos poderão, também, vender combustível de qualquer marca, independente da bandeira comercializada, desde que informado ao consumidor.

O objetivo desta medida é diminuir o preço da gasolina, pois na teoria abre mais concorrência. Para o governo, a nova legislação pode gerar diminuição de R$ 0,50 por litro de combustível, em função do aumento da competição. A ação foi tomada a partir de deliberação do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) e estudos realizados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Preço do combustível em Goiânia

Segundo dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP), Goiânia é a segunda capital do Brasil com o litro da gasolina mais caro, com média de R$ 6,33 por litro na bomba. A capital goiana perde apenas para o Rio de Janeiro (RJ), que tem média de R$ 6,40 centavos por litro. No Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), a gasolina subiu 2,10% em julho e já acumula alta de 28% em 2021, conforme divulgou o IBGE nesta terça-feira (10).

Bolsonaro participa, nesta manhã, de cerimônia de assinatura da MP no Palácio do Planalto. Estarão ainda presentes os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, da Economia, Paulo Guedes, e a Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.


Leia mais: Saúde de Aparecida amplia vacinação para moradores com 24 anos ou mais

- Anúncio -
- Anúncio -
- Anúncio -

Últimas Notícias

- Anúncio -